Transformar conhecimentos e tecnologias em

 

soluções para o progresso da sociedade

Árvore de Problemas e Quadro Lógico são temas de palestra no PTI

Árvore de Problemas e Quadro Lógico são temas de palestra no PTI

23/05/2017

Colaboradores do Parque Tecnológico Itaipu (PTI) participaram de uma oficina realizada pelo consultor em gerenciamento de projetos, Acilio Marinello, referente às definições e aplicações das ferramentas denominadas como “Árvore de Problemas e Quadro Lógico”, bem como as suas correlações com as áreas de conhecimento do Project Management Body of Knowledge (PMBoK) e suas aplicações para a definição e priorização de projetos. A capacitação foi realizada na tarde de segunda-feira (22), no espaço Florestan Fernandes III, no PTI.

 

A Árvore de Problemas e o Quadro Lógico, segundo Marinello, são ferramentas acessórias que ajudam na identificação dos motivadores para um novo projeto. Por meio da Árvore de Problemas, o sujeito parte da análise de um problema para identificar quais são as possíveis soluções e a construção de um planejamento, fazendo uso então do Quadro Lógico: uma estrutura (ou matriz) que define quais são os objetivos, com uma visão de futuro, que serão alcançados através do projeto, e quais são suas principais entregas e recursos necessários para realizá-lo. “É uma ferramenta poderosíssima, principalmente com o foco em projetos de fomento voltados para a sociedade, sustentabilidade ou setor público, que procuram transformar uma realidade”, destacou o palestrante.

 

A palestra foi aberta para representantes e técnicos de todos os projetos do Parque. O evento foi realizado para responder a demanda feita pela direção técnica da Fundação PTI, visando planos de ação mais abrangentes dentro do mercado e que atinjam novas oportunidades de crescimento para prestação de serviços. “Essas ferramentas irão nos apoiar no desenvolvimento de identificação de oportunidades e aprofundá-las para ver se são viáveis para a Fundação ou quais são os seus desdobramentos para depois, quem sabe, transformá-las em novos projetos”, avaliou o participante  Marcio Thales da Silva. 

 

Sobre os conceitos

 

O conceito do Quadro Lógico surgiu na década de 60 para atender a uma necessidade de grandes agências internacionais, como o Banco Mundial, a Organização das Nações Unidas (ONU), dentre outras instituições, em fazer o acompanhamento apropriado dos projetos nos quais eram investidas grandes quantias de dinheiro, principalmente em projetos de fomento cujos resultados tendem a ocorrem em médio e longo prazo. Assim, foram contratados consultores que desenvolveram esse conceito, originalmente inglês (Logical Framework Approach), que facilita dar a visão do que é o projeto e de indicadores para o seu acompanhamento ao longo do tempo.

 

Atualmente pode ser aplicado na fase de planejamento e definição de prioridades, ao isolar um problema que seja identificado e analisar quais são suas principais causas e consequências, constituindo assim a Árvore de Problemas – onde o problema principal é caracterizado como o tronco, com suas causas simbolizadas pelas raízes e as consequências figuradas como a copa de uma árvore. Ao transferir a visão de problema para a de uma solução, o tronco central passa a ser o objetivo de resolução, as causas passam a ser os motivadores e as consequências passam a ser os benefícios da solução dada. O conceito pode ser aplicado tanto na parte inicial do projeto quanto em seu acompanhamento ao longo do tempo, para garantir que este vai de acordo com o crescimento esperado.

 

“Hoje as boas práticas de projetos mais conhecidas mundialmente são as do PMI, onde você tem uma visão bastante linear de como um projeto é desenvolvido, faz a parte de iniciação e ideação, planeja, executa, monitora, controla e entrega. Ferramentas, como o Quadro Lógico e a Árvore de Problemas, são complementos que irão ajudar na fase de iniciação e planejamento de projeto, a ter uma visão mais holística do que de fato está sendo concebida como solução para ele e os meios que serão usados para empregar as ferramentas e recursos corretos para chegar a uma entrega”, afirma Marinello. 

 

Acilio Marinello é consultor na área de gerenciamento de projetos, com mais de 16 anos de experiência, atuando em grandes empresas com atividades profissionais realizadas em diversos países das Américas, África, Ásia, Europa e Oriente Médio. É especialista em gerenciamento de projetos de Tecnologia da Informação (TI) pela Universidade de São Paulo (USP) e possui certificações PMP – Project Management Professional (Profissional de Gerenciamento de Projetos) pelo Project Management Institute (PMI), CSPO – Certified Scrum Product Owner (Certificação Scrum Product Owner) pela  Scrum Alliance, e PMO Certified Consultant (Consultor Certificado PMO) pela PMO Global Alliance.