Transformar conhecimentos e tecnologias em

 

soluções para o progresso da sociedade

1º Encontro de Educação Executiva Responsável do Mercosul discute sustentabilidade e engajamento empresarial

1º Encontro de Educação Executiva Responsável do Mercosul discute sustentabilidade e engajamento empresarial

26/05/2017

Nos dias 25 e 26 de maio, o Parque Tecnológico Itaipu (PTI) recebeu o 1º Encontro de Educação Executiva Responsável do Mercosul. Uma iniciativa do PRME Chapter Brasil e América Latina, uma plataforma da Organização das Nações Unidas (ONU) que busca a participação de escolas, instituições de ensino superior e empresas dos setores público e privado para a promoção de um mercado global atento à sustentabilidade.

 

A conferência conta com o apoio da ISAE School, Itaipu Binacional, Parque Tecnológico Itaipu, Pacto Global Rede Brasil e Pacto Global Rede Argentina, e tem como tema principal o avanço dos objetivos de desenvolvimento sustentável em todo o Mercosul (Mercado Comum do Sul), embasado especialmente no lançamento da Agenda 2030 pela ONU. Foz do Iguaçu foi escolhida para sediar o evento devido a sua localização fronteiriça estratégica que proporciona um centro de integração entre países de grande importância dentro do Mercosul.

 

A abertura do evento contou com a presença de representantes das instituições que contribuíram para sua organização, como a assessora de Responsabilidade Social da Itaipu Binacional, Heloisa Covolan; o consultor de Gerenciamento da Universidade Nacional de San Martin (UNSAM), Gabriel Boero; a assessora da Pacto Global Rede Brasil, Barbara Dunin; o assessor da Pacto Global Rede Argentina, Rene  Valdez e o Presidente do Instituto Superior de Administração e Economia (ISAE), Norman Arruda.

 

Para o coordenador do evento, Gustavo Loiola, um dos principais objetivos é o aumento do número da rede de escolas signatárias, por meio dos princípios da educação responsável, algo que foi trabalhado ao longo dos dois dias do encontro. “Nas atividades, tivemos a participação de algumas escolas não signatárias e o evento busca inspirá-las para se voltarem para este tipo de ação. Puderam fazer diversas conexões e observar diferentes realidades em diferentes níveis de maturidade em relação ao tema”, disse. “Para quem já tem um trabalho desenvolvido, pôde ter novas ideias, e para quem está começando agora foi importante ver como são os primeiros passos e os resultados possíveis”, complementou.

 

Desenvolvimento Sustentável

 

De acordo com a Agenda 2030, constituída por 150 líderes mundiais em uma reunião realizada no ano de 2015, na sede da ONU, foram traçados 17 objetivos que deverão ser implantados por todos os países do mundo ao longo dos próximos anos. Tais objetivos buscam incorporar um conjunto de prioridades globais que contemplem as três dimensões do desenvolvimento sustentável (econômica, social e ambiental), para ampliar os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) que tiveram vigência até o ano 2015. Essa reeducação vem sendo trabalhada por meio de instituições como o PRME Chapter Brasil e suas parcerias na realização de conferências, pesquisas e congressos com o intuito de promover as boas práticas dentro do contexto da educação acadêmica e executiva. 

 

Os resultados obtidos pela ONU foram caracterizados como os novos Objetivos Globais a serem seguidos, e que vem sendo adotados de maneira gradual pelas empresas que buscam engajar-se e reestruturar seu papel dentro do contexto do desenvolvimento sustentável, demarcando sua presença não somente como provedora de recursos, mas também como produtora de soluções. 

 

Dentre os objetivos destacam-se metas essenciais, tais como erradicar a pobreza e a fome, em todas as suas maneiras, assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, assegurar a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, alcançar a igualdade de gênero e empoderamento feminino, assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis, e fortalecer os meios de implantação para revitalizar uma parceria global com enfoque no desenvolvimento sustentável.

 

O marco na participação empresarial dentro da construção de meios de produção sustentáveis foram enfatizados durante a conferência por meio de uma fala apresentada durante a mesa de abertura, da autoria do Secretário Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon: “As empresas são parceiras vitais no alcance dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável e elas podem contribuir através das suas atividades principais. Solicitamos que as empresas de todo o mundo avaliem seu impacto, estabeleçam metas ambiciosas e comuniquem seus resultados de forma transparente”.