Transformar conhecimentos e tecnologias em

 

soluções para o progresso da sociedade

Aceleração do Ecossistema e foco no mercado são prioridades do PTI em 2021

Aceleração do Ecossistema e foco no mercado são prioridades do PTI em 2021

11/02/2021

A aceleração dos projetos e dos resultados no ecossistema do PTI, a partir de uma atuação focada para o mercado, e a inovação tecnológica são prioridades do Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR) em 2021. Essa foi a ênfase apresentada na live “Apresentação de resultados estratégicos 2020”, pelo general Eduardo Garrido, diretor superintendente do Parque Tecnológico, que contou com a participação de cerca de 500 colaboradores, que receberam camisetas do PTI e participaram de uma ação integrada nas redes sociais, destacando a hashtag oficial do Parque Tecnológico #PTIjuntossomosmaisinovadores.

 

 

A live contou também com a participação dos demais diretores do PTI: Flaviano da Costa Masnik, diretor administrativo-financeiro; Rafael José Deitos, diretor técnico; e Rodrigo Régis de Almeida Galvão, diretor de negócios e inovação. O objetivo foi apresentar os resultados do PTI em 2020 e debater as expectativas para este ano.

 

Segundo o general Eduardo Garrido foram cumpridas 81% das metas e realizadas 94% das iniciativas estratégicas planejadas. Além disso, os principais resultados da diretoria superintendente em 2020 foram: elaboração do Plano de Sustentabilidade (2021 – 2024) e Plano de Marketing; monitoramento do planejamento estratégico; revisão de documentos e da política de gestão; criação do comitê de gestão de risco e do comitê de assessoramento estratégico.

 

Diretoria Administrativa-Financeira

Para Flaviano da Costa Masnik, diretor administrativo-financeiro, o ano de 2020 foi fundamental para renegociações de contratos que geraram uma economia de 44% em relação aos mesmos gastos do ano anterior.

 

Foram realizadas obras para a revitalização dos espaços dos atrativos turísticos do Complexo Turístico Itaipu e diversas melhorias da infraestrutura do Parque Tecnológico.

 

Além disso, também foram realizadas a estruturação de um plano de carreira para colaboradores; revisão do regulamento de compras, agilizando em 22% o tempo de entrega; e uma pesquisa sobre o clima organizacional.

 

Diretoria Técnica

Rafael Deitos, diretor técnico, destacou a importância do investimento na formação do capital Intelectual para a criação de soluções inovadoras. Tal premissa foi essencial para os resultados obtidos nas áreas de Automação e Simulação de Sistemas Elétricos, Energias Renováveis, Estruturas de Barragens, Inteligência e Gestão Territorial, Segurança Cibernética, Tecnologias Abertas e IoT, Ciência e Educação.

 

Além disso, Deitos destacou o início dos trabalhos do Vila A Inteligente; a concretização do Centro de Desenvolvimento Tecnológico e do LabMaker (laboratório que une projetos de pesquisa e desenvolvimento do PTI com empresas incubadas e atividades pedagógicas com crianças e adolescentes), entre outras iniciativas.

 

Diretoria de Negócios e Inovação

Rodrigo Régis de Almeida Galvão, diretor de Negócios e Inovação, destacou o Programa de inovação aberta para a Sanepar; o Acelera Foz, que abrange várias iniciativas: Desafio Inova Oeste, Programa Integração Universidade Empresas e Inovação Corporativa.

 

Em 2020, cerca de 40 empresas estavam vinculadas ao Parque Tecnológico, o que levou ao aumento de geração de postos de trabalho no ecossistema do PTI. Apesar da pandemia, houve aumento de 88% no faturamento das empresas incubadas em relação a 2019.

 

Expectativa para 2021

De acordo com o general Eduardo Garrido, 2020 mostrou que equipe de colaboradores do PTI é forte, coesa e tem condições de superar quaisquer desafios. “Agora, esse ano será a fase de aceleração do nosso ecossistema. Temos que expandir nossa atuação para o mercado com mais inovação. Por isso, precisaremos do compromisso de todos para transformar Foz do Iguaçu”, disse.