Transformar conhecimentos e tecnologias em

 

soluções para o progresso da sociedade

Celepar estuda expansão de produtos e serviços no mercado em parceria com o PTI-BR

Celepar estuda expansão de produtos e serviços no mercado em parceria com o PTI-BR

28/02/2020

O Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e a Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar) devem estreitar sua parceria para o desenvolvimento de ações em áreas como Inteligência de Dados e Inteligência Artificial. A visita do diretor presidente da Celepar, Leandro Moura, ao PTI-BR nesta quinta-feira, 27, deu início às tratativas entre as duas instituições. 

 

Assim como o Parque Tecnológico, a Celepar também passa por um processo de reestruturação, visando melhores resultados para a empresa, que é a primeira da área de Tecnologia da Informação do País. Já o PTI busca novas parcerias para ser mais sustentável e independente em relação à sua mantenedora, a Itaipu Binacional.

 

Depois de conhecer algumas das iniciativas do Parque Tecnológico, como o Laboratório Vivo de Cidades Inteligentes e o Programa de Desenvolvimento de Negócios, o diretor presidente disse já ter identificado áreas de sinergia entre as instituições. “Vários projetos que estamos pensando como Celepar, vi funcionando aqui no PTI. Então, para que reinventar a roda? Vale uma parceria para entregarmos produtos juntos”, afirmou Moura. 

 

Outro ponto em comum entre PTI e a Celepar é a finalidade de suas ações. “O nosso viés hoje é trabalhar com a tecnologia e a inovação pensando na desburocratização do Estado e em uma melhoria da qualidade de vida para o cidadão”, destacou o diretor presidente da Celepar.  Esse foco da estatal converge com o propósito do Parque Tecnológico, de transformar conhecimentos e tecnologias em soluções para o progresso da sociedade. 

 

Moura foi recebido pelo diretor superintendente do PTI, general Eduardo Garrido, que fez uma breve apresentação institucional. Garrido mencionou a disposição do Parque Tecnológico em renovar a parceria com a Celepar com bases mais concretas e foco nos resultados. 

 

Entre as possibilidades de atuação conjunta entre PTI e Celepar já sinalizadas pelo diretor presidente estão a Inteligência Artificial, uma vez que a companhia reúne bases de dados originados na prestação de serviços públicos que podem ser transformadas em soluções para diversas áreas, como saúde e segurança pública. 

 

Outro interesse da Celepar é a tecnologia blockchain – um banco de dados descentralizado e criptografado, utilizada pela startup Brexbit, incubada no PTI, para o desenvolvimento de soluções como a certificação de procedência de cafés especiais para exportação e o rastreamento de embalagens de defensivos agrícolas.