Centro de pesquisas em segurança de barragens do PTI comemora 11 anos com 21 projetos em andamento

Centro de pesquisas em segurança de barragens do PTI comemora 11 anos com 21 projetos em andamento

01/03/2019

No dia em que o Centro de Estudos Avançados em Segurança de Barragens (Ceasb) do Parque Tecnológico Itaipu (PTI) completa 11 anos, nessa quinta-feira, 28, a equipe apresentou em um workshop na Itaipu Binacional resultados da atuação do Centro ao longo desse período. São mais de 100 pesquisas - envolvendo 159 pessoas, entre bolsistas, voluntários, doutores e outros profissionais – que complementam os trabalhos da usina na área, realizados desde a época da construção. 

 

Atualmente, 21 projetos de pesquisa e desenvolvimento estão em andamento pelo Ceasb, que também atua com ênfase na formação de pessoas em segurança de barragens, por meio da promoção de cursos de especialização e doutorado. Desde 2008, a Itaipu investiu quase R$ 16,4 milhões nos trabalhos do Centro e obteve como retorno um custo evitado superior a R$ 19,2 milhões. 

 

“Além de toda a expertise técnica e científica geradas pelo Ceasb, a Itaipu também tem uma vantagem econômica e financeira”, afirma o diretor superintendente do PTI, Jorge Augusto Callado Afonso. Ele ressalta que o Centro tem uma ligação muito próxima com as universidades – desde aquelas que estão instaladas no Parque, como a Universidade da Integração Latino-Americana (Unila) e a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), como instituições parceiras, entre elas a Universidade Federal do Paraná (UFPR), a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e o Instituto Federal do Paraná (IFPR). 

 

A gerente do Ceasb, Alexandra da Silva, explicou que o Ceasb foi criado em 2008 com o objetivo de desenvolver soluções tecnológicas para a binacional. Ela ressaltou as ações de capacitação em segurança de barragens ofertadas pelo Centro. Entre 2012 e 2016, por exemplo, foi realizada o Doutorado em Métodos Numéricos, no qual formaram-se 22 doutores que continuam atuando no Centro até hoje. Na mesma área, também foi promovida uma especialização em parceria com a UFPR. Outra especialização, em segurança de barragens, já formou duas turmas e deve ter uma nova etapa a partir de abril deste ano. 

 

A coordenadora do Ceasb pela Itaipu Binacional, Josiele Patias, destacou que o assunto de segurança de barragens é importante para a sociedade pois envolve do gerenciamento de crises à proteção de áreas à jusante, até  a garantia da geração e abastecimento de energia. No workshop foram apresentados resultados de projetos mais avançados em diversas linhas de pesquisa desenvolvidas no Centro, como monitoramento e análise de risco, instrumentação de barragens, modelagem tridimensional e geotecnia.