Transformar conhecimentos e tecnologias em

 

soluções para o progresso da sociedade

Diretoria do Parque Tecnológico apresenta planejamento estratégico aos colaboradores 

Diretoria do Parque Tecnológico apresenta planejamento estratégico aos colaboradores 

15/02/2020

Os colaboradores do Parque Tecnológico Itaipu (PTI) participaram, nesta sexta-feira, 14, da apresentação do novo planejamento estratégico e as orientações que o PTI pretende seguir nos próximos anos.

 

Uma das principais mudanças pela qual o Parque Tecnológico vai passar é a busca pela sustentabilidade, por meio de novas parcerias e contratos. Esse objetivo, assim como a reestruturação do planejamento estratégico, tem como base a política de austeridade que vem sendo implantada em sua mantenedora – a Itaipu Binacional, desde que o general Joaquim Silva e Luna assumiu a direção geral brasileira da hidrelétrica.

 

O diretor superintendente do Parque Tecnológico, general Eduardo Garrido, explicou que o papel da mantenedora continua sendo fundamental para o PTI e que a Itaipu segue como principal cliente. 

 

Para alcançar essa meta, já foram feitas algumas mudanças na instituição, como a criação da Diretoria de Negócios e Inovação, anunciada na última semana, com a missão de prospectar novos negócios para compor o ecossistema do Parque e diversificar as fontes de recursos. 

 

Outra ação foi a redução do número de projetos para dar foco aos que estejam alinhados com o propósito do Parque Tecnológico de “integrar e transformar conhecimentos e tecnologias em soluções para o progresso da sociedade”. De 169 projetos, no final de 2018, passaram a 92. 

 

Também foram definidas as temáticas de atuação do PTI, com base na expertise adquirida há mais de 16 anos atendendo à maior geradora de energia elétrica do mundo e outras empresas. São elas: Agronegócio, Energias, Turismo e Cidades, e Segurança de Infraestruturas Críticas. 

 

A proposta da conversa com os diretores foi de envolver os colaboradores com as novas diretrizes e promover a integração. Com essa finalidade também, outras medidas serão implantadas na sequência, como um café da manhã mensal entre um grupo de colaboradores e a diretoria para a troca de informações; e a distribuição de caixas de sugestões pelo Parque, a fim de estabelecer um canal “menos formal” para o recebimento dessas mensagens. 

 

“Nosso maior desafio não é ter um plano, mas tirá-lo do papel”, pontuou o diretor superintendente. Garrido reforçou a confiança que tem na equipe do Parque Tecnológico para alcançar os objetivos do novo planejamento estratégico. 

 

“2019 foi o ano de reestruturação. Em 2020, o PTI assume o protagonismo na região e no Estado como Parque Tecnológico e precisa assumir, também, no Brasil”, afirmou o diretor técnico Rafael José Deitos. 

 

“Nosso desafio é deixar um legado para Foz do Iguaçu e, também, para o Brasil. Nós temos potencial para isso”, reforçou o diretor de negócios e inovação, Rodrigo Régis de Almeida Galvão. 

 

Gestão de Pessoas

 

O diretor administrativo-financeiro do Parque Tecnológico, Flaviano da Costa Masnik, apresentou aos colaboradores as novidades na área de Gestão de Pessoas, como a aprovação do Plano de Cargos e Salários e o estabelecimento de avaliações de desempenho e de pesquisas anuais de clima.

 

Entre as mudanças, estão a maior mobilidade dos colaboradores entre as áreas e maior clareza nos níveis salariais. O general Garrido, em suas palavras finais, reforçou que o momento é para a equipe trabalhar junta na construção do futuro do PTI.