Energia solar, plantio direto e compartilhamento de veículos são atrações do PTI no Show Rural

Energia solar, plantio direto e compartilhamento de veículos são atrações do PTI no Show Rural

04/02/2019

Além de ter um espaço exclusivo na 31ª edição do Show Rural Coopavel, o Parque Tecnológico Itaipu (PTI) também expõe suas iniciativas no estande compartilhado com a Itaipu Binacional, sua instituição mantenedora, e com o Programa Oeste em Desenvolvimento (POD). Entre os temas tratados no espaço, estão projetos de energias renováveis e Internet das Coisas (IoT).
   
O estande da Itaipu fica na rua 10 do evento, que iniciou nesta segunda-feira (04) e segue até a próxima sexta-feira (08). O PTI traz ao espaço algumas de suas ações e também ministra na próxima quarta-feira (06), às 13h, uma palestra sobre o potencial da energia solar, com o gerente do projeto de Energia Solar Marcos Kurata.
    
“São extensões do PTI, em ação conjunta com a Itaipu, no sentido de aprimorar a produtividade regional dentro de princípios de tecnologia, científicos e de uma economia circular, fazendo com que o Oeste do Paraná tenha destaque perante às demais regiões”, destaca o diretor superintendente do PTI, Jorge Augusto Callado Afonso.
  
Plantio Direto
    

    

O sistema de plantio direto - método fundamental para a conservação do solo que revolucionou a agricultura brasileira - é um dos destaques do estande compartilhado entre PTI, Itaipu e POD.
   
Além de saber um pouco mais sobre esse sistema, no espaço os visitantes podem conhecer detalhes sobre uma plataforma online que será lançada em breve, por meio de uma parceria com a Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação (FEBRAPD). O analista ambiental do PTI, Cássio Wandscheer, explicou que a intenção é fazer um cadastro dos proprietários rurais que desejam avaliar e melhorar a qualidade do plantio direto. “Mostrar como está a situação atual e até onde ele pode chegar com base em princípios básicos para melhorar a sua pontuação no Índice de Qualidade Participativo (IQP)”, complementou Cássio.
   
O IQP é uma metodologia participativa desenvolvida em uma parceria entre PTI, Itaipu e FEBRAPD que tem como objetivo qualificar o sistema implementado. Para isso, basta que os proprietários respondam um pequeno questionário. 
    
O plantio direto volta a ser destaque no Show Rural na próxima sexta-feira (08), às 13h30, com o lançamento do livro infantil “O Mistério do Ribeirão Vermelho”, escrito por Marie Bartz, filha de Herbert Bartz, um dos grandes pioneiros no tema.
    
Energia Solar
      
  

Limpa e cada vez mais acessível, a energia solar fotovoltaica é um dos destaques do PTI no Show Rural 2019. Durante o evento, os visitantes podem consultar gratuitamente o potencial solar de sua propriedade, residência ou empreendimento. O simulador utiliza como base os dados disponibilizados pelo Atlas de Energia Solar do Estado do Paraná, projeto resultado de uma parceria entre o Parque, a Itaipu, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).
   
Para se ter uma ideia do potencial solar do Paraná, o índice do estado 43% superior ao da Alemanha, por exemplo, um dos países que mais consome energia solar no planeta. O simulador – que está disponível para consulta gratuitamente no endereço www.atlassolarparana.com - permite saber com precisão a energia solar disponível em cada um dos 399 municípios do Paraná ou em qualquer ponto do Estado, inclusive de acordo com a época do ano.
   
Monitoramento climático
    

    

O Sistema de Monitoramento Climático (SMEC2) desenvolvido pelo PTI em parceria com a Itaipu também está à exposição na área compartilhada pelas instituições. Lançado em janeiro deste ano, o sistema reúne dados de 105 estações meteorológicas do Estado e pode auxiliar produtores rurais a melhorar sua produtividade e a coleta de dados de variáveis ambientais.
    
Para demonstrar esse sistema, o PTI espalhou pelo Show Rural sete sensores que monitoram em tempo real o clima em diferentes pontos do evento. O projeto foi elaborado pelo Centro Latino-Americano de Tecnologias Abertas (Celtab) que também desenvolveu estações meteorológicas de baixo custo que podem ser vistas na Feira. 
   
Mob-I
     

O Renault Twizy, veículo elétrico usado no sistema de compartilhamento na área da usina de Itaipu, é uma das atrações do estande compartilhado. Esse sistema, que envolve 14 exemplares do modelo elétrico e cinco Pontos de Mobilidade Inteligente (PMI) e a plataforma MoVE, é apoiado e monitorado pela equipe do PTI.
    
O PTI apoia a gestão e a operação desse sistema, que envolve 14 exemplares do modelo elétrico e cinco Pontos de Mobilidade Inteligente (PMI), e plataforma MoVE, desenvolvida pelo em parceria com o Laboratório de Automação e Simulação de Sistemas Elétricos (Lasse), permite que os usuários visualizem quantas viagens foram feitas, os percursos, a quantidade de CO2 que deixou de ser emitida, façam novas reservas dos veículos e vejam qual a autonomia do carro (a carga da bateria). A ideia agora é integrar na plataforma outros modais de transporte.