Transformar conhecimentos e tecnologias em

 

soluções para o progresso da sociedade

Oportunidade de ouro: Polo Iguassu conclui processo de seleção de 150 novos alunos do Trilha Jovem

Oportunidade de ouro: Polo Iguassu conclui processo de seleção de 150 novos alunos do Trilha Jovem

26/03/2021

A 12ª edição do Trilha Jovem Iguassu concluiu a seleção dos 150 novos participantes do projeto, que tem o apoio da margem brasileira da Itaipu Binacional. A organização recebeu 1.280 inscrições, número recorde de todas as edições. Desse total, 648 foram entrevistados e 150 selecionados. As aulas começam no dia 12 abril. 

 

O projeto é promovido pelo Instituto Polo Internacional Iguassu, com o objetivo de capacitar jovens para o mercado de trabalho nos setores de turismo e comércio. A Itaipu custeia equipe técnica, lanche e vale transporte. 

 

Participam jovens com renda familiar de até três salários mínimos, idade entre 16 e 24 anos e que sejam estudantes de escola pública ou egressos há no máximo dois anos. Ao final da formação, eles podem se candidatar a oportunidades de trabalho nas áreas de eventos, hospedagem e atendimento, entre outras.

 

“Ficamos muito felizes em apoiar iniciativas como essa, que trabalha na capacitação de nossos jovens para o mercado de trabalho, em especial os mais vulneráveis”, diz o diretor-geral brasileiro da Itaipu, general Joaquim Silva e Luna.

 

“Foi uma demanda muito grande, o que demonstra a credibilidade do Trilha Jovem”, diz a coordenadora-geral do Instituto Polo Internacional Iguassu, Fernanda Fedrigo. Ela ressalta que foi um processo difícil, mas os jovens mais aptos de acordo com os requisitos foram aprovados. 

A lista dos aprovados pode ser acessada pelo endereço www.poloiguassu.org/trilhajovem/. Uma lista de espera foi feita para os remanescentes.

 

Projeto foi adaptado
 
Em onze edições, o projeto iniciado em 2006 selecionou 1.525 trilheiros, garantindo chance de emprego a todos eles. Em 2020, com os protocolos de segurança impostos pela pandemia da covid-19, a edição foi postergada para 2021. Nesse período, foram promovidos encontros virtuais e lives que atingiram mais de 10 mil visualizações. Todos os temas eram referentes ao mercado de trabalho. 

 

São 580 horas de capacitação. Este ano, os conteúdos serão trabalhados no modelo híbrido e as medidas de segurança continuarão a serem tomadas pela equipe multidisciplinar que executa o projeto, como limitação de capacidade presencial e distanciamento em sala de aula, no Parque Tecnológico Itaipu (PTI).

 

Além da Itaipu, também apoiam o projeto o Parque Tecnológico Itaipu e a Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu, entre outras entidades.

 

Assessoria: Polo Iguassu