Transformar conhecimentos e tecnologias em

 

soluções para o progresso da sociedade

Prata da casa: superintendentes da Itaipu visitam PTI para identificar oportunidades de parceria

Prata da casa: superintendentes da Itaipu visitam PTI para identificar oportunidades de parceria

03/03/2020

Uma relação de longo prazo precisa de atenção e proximidade. E não é diferente com a Itaipu Binacional e o Parque Tecnológico Itaipu (PTI) que estão sempre buscando o alinhamento nas ações desenvolvidas em conjunto. Desta vez, a pedido da binacional, uma equipe de superintendentes da Diretoria Administrativa da Itaipu visitou, na terça-feira, 3, uma série de projetos e iniciativas que compõem o ecossistema de inovação do PTI.

 

Desde sua criação, em 2003, o Parque Tecnológico Itaipu atua no atendimento às necessidades de modernização das instalações e no suporte à atualização tecnológica da Itaipu Binacional. São quase duas décadas de pesquisas, ações e desenvolvimento de soluções tecnológicas para diferentes setores da hidrelétrica, impactando diretamente no apoio à geração de energia

 

 

Para o superintendente de Serviços Gerais da Itaipu, Martinho Hagedorn, o encontro foi um passo importante para reaproximação entre algumas áreas das instituições e retomada de projetos em parceria.

 

Ainda segundo o superintendente, o Parque Tecnológico evoluiu consideravelmente nos últimos anos “apresentando projetos sólidos que podem ser aplicados em diferentes áreas da hidrelétrica”, explicou Martinho.

 

Os superintendentes puderam ver de perto os resultados alcançados pelo Centro de Estudos Avançados em Segurança de Barragens (Ceasb), que há 12 anos desenvolve pesquisas preventivas voltadas para tornar a barragem da hidrelétrica uma das mais seguras do mundo. Os trabalhos realizados pelo Centro possibilitam um aumento da compreensão dos fenômenos da barragem e das turbinas, tendo como consequência o aumento da segurança e da vida útil dessas estruturas.

 

Considerada uma das principais infraestruturas críticas do País, a Itaipu investe em equipamentos e dispositivos que garantam a segurança das mais de 8 mil pessoas que circulam pelo território da Usina, incluindo funcionários da Itaipu e do PTI, estudantes, parceiros e prestadores de serviços.

 

Durante a passagem pelo Laboratório Vivo de Cidades Inteligentes do PTI, o superintendente da Segurança Empresarial da Itaipu, coronel Alfredo Santos Taranto, sinalizou interesse em incluir algumas tecnologias, como o reconhecimento facial, aos trabalhos desenvolvidos pela equipe de segurança

 

Foram apresentadas ainda outras iniciativas como o SmartMob que, integrado ao Programa de Mobilidade Inteligente da Itaipu Binacional, é responsável por apoiar a gestão e operação dos projetos de monitoramento e compartilhamento de veículos elétricos da Itaipu por meio do sistema MoVE – Mobilidade Veicular.

 

 

Outro destaque foi o monitoramento da evolução da construção da segunda ponte entre Brasil e Paraguai, no qual o PTI apoia a Divisão de Apoio Operacional (ODRA.CD) da Itaipu realizando voos quinzenais para captação de imagens que são utilizadas na geração de modelagens 3D, que auxiliam as equipes técnicas na tomada de decisões em relação à obra.

 

Já no Laboratório de Automação e Simulação de Sistemas Elétricos (Lasse) foram apresentados os dispositivos desenvolvidos para tornar a Itaipu cada vez mais autossuficiente através da nacionalização de tecnologias – que geram uma economia considerável se comparada com os valores de importação desses equipamentos críticos.

 

 

Com a atualização tecnológica da Binacional, transformando documentos e informações analógicas para o digital, surgiu a preocupação com a segurança dos dados e os riscos inerentes a ameaças cibernéticas. Neste sentido, as expertises do Centro de Estudos Avançados em Proteção de Estruturas Estratégicas (Ceape²), tornam-se estratégicas para garantir a garantia da segurança dessas informações.

 

O roteiro extenso da visita finalizou no caminhão-baú que abriga as atividades interativas da Expedição do Conhecimento, um projeto de educação que circulará pelos municípios da Região Oeste do Paraná, atendendo estudantes das escolas municipais. A iniciativa é fruto da parceria do PTI com a Itaipu.