Transformar conhecimentos e tecnologias em

 

soluções para o progresso da sociedade

Programa Acelera Foz estende prazo para cadastro de propostas para criação de novas empresas

Programa Acelera Foz estende prazo para cadastro de propostas para criação de novas empresas

10/08/2020

Tirar um projeto do papel e transformá-lo em negócio não é tarefa fácil. Buscando apoiar futuros empreendedores, a Incubadora Santos Dumont, do Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR), está disponibilizando, até o dia 23 de agosto, a oportunidade para cadastro de propostas para criação de novas empresas, através do Programa Acelera Foz.

 

Para participar, é preciso apenas ter uma ideia  - que pode ser a criação de um novo produto ou serviço ou ainda a melhoria de produtos e serviços já existentes – e inscrevê-la no link: radar.pti.org.br/inscricao, optando pela alternativa “pré-incubação”. 

 

A Incubadora do Parque Tecnológico vai selecionar 60 propostas, que receberão uma bolsa-auxílio de R$ 1100 para modelar soluções, durante dois meses.

 

As soluções serão avaliadas e os oito projetos com maior pontuação entrarão para a incubação no PTI, com acesso a toda estrutura do Parque, além de recursos financeiros de 32 mil reais por ideia selecionada, para dar suporte ao desenvolvimento do produto, em um prazo de até 12 meses.

 

Em caso de dúvidas, a equipe do PTI-BR também está disponível para esclarecimentos e prestação de apoio, através do e-mail editalinovacao@pti.org.br ou via telefone/WhatsApp: + 55 (45) 99116-1596. O edital completo do Programa Inovação Corporativa está disponível em: acelerafoz.org.br/ 

 

Importância de uma incubadora de empresas

 

Assim como um bebê recém-nascido, um empreendimento recém-criado exige cuidados especiais para alcançar o tão almejado sucesso. Nesse sentido, uma incubadora de empresas é uma das melhores alternativas para fortalecer e preparar pequenas empresas e startups, apoiando-as nas primeiras etapas de suas vidas e garantindo a sua sobrevivência no mercado.

 

No PTI, a Incubadora Santos Dumont dispõe de toda estrutura da instituição, que inclui coworking, sala de prototipação, sala de criatividade e inovação, laboratórios e demais espaços do Parque. 

 

Outro diferencial está nos serviços jurídicos e administrativos prestados para constituição das empresas; apoio no desenvolvimento do modelo de negócios e uma série de consultorias e mentorias oferecidas. 

 

Esses fatores foram determinantes para a consolidação da Rondotec Tecnologia, empresa que atua na prestação de serviços e venda de produtos customizados na área de telecomunicação, com sede em Marechal Cândido Rondon, e graduada pela incubadora do PTI.

 

Segundo o diretor comercial da Rondotec, Ralf Drechsler, as ferramentas, tecnologias, treinamentos e capacitações utilizadas durante o período de pré-incubação e incubação, foram cruciais para alcançar o grau de maturidade necessário para competir, de igual para igual, no mercado. 

 

“A incubadora desempenhou um papel importante na identificação do nosso nicho de mercado e adequação dos nossos produtos às necessidades do nosso público-alvo. Além disso, contribuiu significativamente para elaboração de um projeto que resultou na captação de R$ 264 mil pelo Programa Tecnova”, explicou Ralf.

 

A incubadora do PTI atua há mais de 14 anos promovendo iniciativas de disseminação da cultura empreendedora e gerando novos empreendimentos. Desde sua criação, já prestou suporte a mais de 300 ideias de negócios. Atualmente possui 13 empresas incubadas.

Especial: