Programa promoverá a formação de lideranças em desenvolvimento e integração na tríplice fronteira

Programa promoverá a formação de lideranças em desenvolvimento e integração na tríplice fronteira

23/02/2017

Gerar capacidades para a atuação em projetos que promovam o desenvolvimento territorial sustentável é a proposta do Programa de Formação para o Desenvolvimento e a Integração Trinacional, lançado na tarde de hoje (23), no Centro de Recepção de Visitantes da Itaipu Binacional.

 

O programa é resultado de convênio entre a Fundação PTI - Brasil, Fundação PTI – Paraguai, Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Ministério de Indústria e Comércio do Paraguai, Itaipu Binacional e Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Cidade do Leste (Codeleste).

 

O convênio terá vigência de 18 meses e abrangência local, envolvendo as cidades de Foz do Iguaçu (Brasil), Porto Iguaçu (Argentina), e Departamento de Alto Paraná (Paraguai). Busca formar técnicos, capacitar lideranças e gestores que participam da elaboração de políticas públicas, a fim de que aperfeiçoem capacidades para a concepção, implementação e gestão de iniciativas de promoção produtiva. Ainda, fortalecerá as capacidades de gestão integrada entre instituições da iniciativa pública e privada da tríplice fronteira.

 

A atuação do programa inicia com a oferta de um curso que disponibilizará 60 vagas. Entre os professores estão especialistas brasileiros, uruguaios e chilenos. Além de encontros presenciais, o grupo contará com um ambiente virtual de aprendizagem, para interação e compartilhamento de materiais. As aulas devem iniciar em abril.

 

“A intenção é construir uma rede de profissionais especialistas que possam realizar assistência técnica e replicar as atividades de formação, dando continuidade a geração de capacidades e auxiliando as instituições locais que promovem processos de desenvolvimento produtivo”, explica o gerente de Desenvolvimento Territorial da Fundação PTI – Brasil, Jonhey Nazario Lucizani. “Com isso, proporciona-se um espaço para o diálogo entre os três países. Estamos em uma região de fronteira, que muitos dos problemas são compartilhados. Ao pensar no desenvolvimento de uma região, precisamos pensar no seu entorno, discutir os problemas comuns para propor soluções de forma conjunta”, avalia.

 

O convênio prevê ainda o co-financiamento de projetos que fomentem o desenvolvimento produtivo sustentável na região; o apoio técnico para implementação; a sistematização das experiências adquiridas, bem como a disseminação de informações.

 

A estruturação do programa teve como base as experiências do ConectaDel (Programa Regional de Formação para o Desenvolvimento Econômico Local com Inclusão Social), projeto concluído em 2016, que atuou na formação de capacidades, proporcionado mecanismos para o desenvolvimento de projetos cooperados. Para o Diretor Superintendente da Fundação, Juan Carlos Sotuyo, o apoio a programas como este reafirmam a missão da Fundação PTI – Brasil de promover o desenvolvimento territorial sustentável. “A experiência que a Fundação PTI teve no desenvolvimento do CenectaDel, realizado na região oeste do Paraná, permite replicar as metodologias para outros territórios. É fundamental ter isso na região trinacional, onde os três países consigam formar um processo de desenvolvimento, alinhar conceitos, e que se permita a articulação permanente entre setores dos três países, integrando-se em ações de planejamento para o fortalecimento do território”, destacou.

 

O evento contou ainda com a presença do Ministro da Indústria e Comércio do Paraguai, Gustavo Leite; da Presidente do Conselho de Desenvolvimento Social e Econômico (Codeleste), Natalia Chan; do Diretor Técnico da Fundação PTI – Brasil, Claudio Osako; do diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, Jorge Samek e diretor-geral paraguaio, James Spalding. Na oportunidade, o especialista em desenvolvimento produtivo territorial, Carlos Ferraro, também fez uma breve apresentação sobre a importância da temática.