Promotor Marcos Cristiano Andrade vê impacto nacional em projetos do PTI

Promotor Marcos Cristiano Andrade vê impacto nacional em projetos do PTI

20/02/2017

“O êxito de 10% dos projetos aqui já causaria um impacto muito grande nacionalmente”, afirmou o promotor Marcos Cristiano Andrade, titular da 6ª Promotoria de Justiça de Foz do Iguaçu, durante visita ao Parque Tecnológico Itaipu (PTI), na última sexta-feira (17). Foi a segunda vez que o promotor esteve no PTI e se disse “mais uma vez impressionado” com as atividades desenvolvidas no Parque.

 

O promotor foi recebido pelo diretor superintendente do PTI, Juan Sotuyo, o diretor técnico Claudio Issamy Osako e o diretor administrativo-financeiro Valdir Antonio Ferreira e visitou alguns projetos, como o Centro Internacional de Hidroinformática (CIH), o Centro de Estudos Avançados em Segurança de Barragens (Ceasb), o Laboratório de Automação e Simulação de Sistemas Elétricos (Lasse) e o Laboratório de Baterias Sódio-Níquel.

 

Andrade contou que a primeira vez que esteve no Parque foi há aproximadamente três anos, e que já tinha se impressionado, de forma positiva, com as iniciativas. Desta vez, segundo ele, se surpreendeu principalmente com os laboratórios, onde são desenvolvidas pesquisas em diversas temáticas. “Eu sabia que havia os laboratórios, mas não esperava o grau de desenvolvimento das pesquisas”, comentou.

 

O promotor aprovou também o trabalho do PTI na área de educação não-formal. Ele conheceu os projetos ViraVida e Trilha Jovem, voltados à formação de adolescentes e jovens e realizados por meio de parcerias. “Fui recebido por um ex-participante de um desses projetos. Vi a desenvoltura do rapaz, a educação e o tato que ele desenvolveu”, disse.

 

Sobre a importância do Parque para o território, o promotor afirmou não ter dúvidas dos impactos. “Não só para a sociedade local, mas regional e nacional”, destacou.