PTI se destaca como melhor programa de incubação do Paraná

PTI se destaca como melhor programa de incubação do Paraná

06/12/2018

Várias incubadoras e aceleradoras do Paraná estavam concorrendo ao Prêmio Paraná Inovador, durante um encontro promovido pela Rede Paranaense de Incubadoras e Aceleradoras de Empreendimentos Inovadores (REINOVAPR) e pelo Sebrae-PR, em novembro, no município de Pato Branco. O Parque Tecnológico Itaipu (PTI) concorria em uma das quatro categorias e se destacou como melhor programa de incubação do Estado.

 

O reconhecimento vem atrás de uma série de trabalhos que a Incubadora Santos Dumont, do PTI, vem realizando por meio do Programa de Desenvolvimento de Negócios, com foco na valorização de projetos inovadores, no apoio à gestão das empresas que se tornam incubadas, e na consequente permanência delas no mercado, de forma mais competitiva.

 

A iniciativa da REINOVAPR e do Sebrae visa valorizar as ações das incubadoras e aceleradoras do Estado, com base em eixos como: Melhor Incubadora de base tecnológica; Valor para as startups; Melhor programa de incubação; e Valor para o ecossistema.

 

 

Wilmar Ribeiro Junior, analista do programa de Desenvolvimento de Negócios do Parque, representou o PTI no evento de premiação e pontua que o resultado é fruto de um trabalho que começou em 2013 com a revisão da metodologia de incubação.

 

“Isso nos posiciona de forma destacada, não só no cenário estadual, sobretudo no nacional, como referência na incubação de novos negócios”.

 

A Incubadora Santos Dumont possui, atualmente, 10 empresas incubadas e outras nove, recém aprovadas na banca após o período de qualificação, assinam o contrato de incubação em janeiro de 2019. Serão 19 empresas com projetos inovadores recebendo impulso na gestão. A Incubadora é parte do Programa de Desenvolvimento de Negócios do PTI, possui sede no Parque Tecnológico Itaipu e conta com duas filiais, uma na Uniamérica, em Foz do Iguaçu, para projetos específicos de alunos da faculdade, e outra em Marechal Cândido Rondon.

 

De 2006 até 2017, foram lançados 11 editais para incubação. Neste período, 56 empresas passaram pela Incubadora do Parque, gerando um faturamento de aproximadamente R$ 50 milhões.

 

Para o diretor superintendente do PTI, Jorge Augusto Callado, o Parque vem ampliando o compromisso de desenvolvimento sustentável no território.

 

“Entre as inúmeras missões do PTI, temos a de apoiar as novas ideias, as inovações e os projetos que trazem desenvolvimento para nosso estado. E com a Incubadora Santos Dumont não é diferente, a premiação é um reconhecimento importante por parte deste segmento, e nós iremos continuar apoiando as ideias que atendam às necessidades da sociedade e do mercado”, avalia Callado.