Recorde também no turismo: quase um milhão de pessoas visitaram Itaipu em 2016

Recorde também no turismo: quase um milhão de pessoas visitaram Itaipu em 2016

03/01/2017

No ano em que Itaipu retomou a liderança mundial de produção de energia, o turismo também foi histórico: 954.572 visitantes passaram pelos atrativos turísticos de Itaipu em 2016, estabelecendo um novo recorde. O número supera os 952.356 visitantes registrados em 2013, coincidentemente o mesmo ano do antigo recorde de produção da binacional. A visitação de 2016 é também 16% maior que a de 2015, considerando as duas modalidades de visitas (institucional e turística) com entrada pelos dois países (Brasil e Paraguai).

 

 “A Itaipu é uma usina de recordes e isso ficou comprovado em 2016. A perspectiva do recorde mundial de geração de energia impulsionou o aumento do número de visitantes”, afirmou o superintendente de Comunicação Social de Itaipu, Gilmar Piolla. Segundo ele, as campanhas de divulgação do turismo da usina e do Destino Iguaçu também ajudaram a impulsionar a visitação.

 

O destaque foi o Refúgio Biológico Bela Vista (RBV), que teve um crescimento de 82% em relação a 2015. Uma das novidades no turismo de Itaipu, no ano passado, foi a campanha “Meu Refúgio”, protagonizada pelo alpinista Waldemar Niclevicz. A ação incentiva os turistas ao plantio simbólico de sementes de árvores nativas da região. As mudas serão usadas no programa de reflorestamento da Itaipu, o maior do mundo realizado por uma usina hidrelétrica.

 

No total, 522.003 pessoas visitaram todos os atrativos do Complexo Turístico da margem brasileira – Circuito Especial, Ecomuseu, Iluminação da Barragem, Visita Panorâmica, Polo Astronômico, Porto Kattamaram, Test Drive do Veículo Elétrico e Refúgio Biológico. O número é quase o mesmo de 2015. Em dezembro, a promoção “Itaipu em dose dupla”, que inclui a visita panorâmica da usina combinada com o passeio de Kattamaran, aumentou a visitação do atrativo em 18%.

 

No lado paraguaio, a reabertura do Museu da Terra Guarani aumentou em 96% as visitas do complexo turístico do país vizinho. Foram 207.430 turistas nos atrativos entrando pela margem paraguaia, quase 67 mil deles conheceram o Museu Guarani, que esteve fechado em 2015. Outros destaques foram o Modelo Reduzido da Barragem, com alta de 88%, e o Refúgio Biológico Tati Yupí (alta de 50%).

 

A visitação institucional (aquela atendida pela própria Itaipu e feita para escolas, grupos de estudantes e de profissionais) da margem brasileira atraiu 46.198 visitantes, um crescimento de 38% em relação a 2015, ou quase 13 mil pessoas a mais. Este aumento reflete uma melhoria no fluxo dos visitantes dentro e fora da usina. As visitas institucionais da margem paraguaia tiveram um aumento de 11%.

 

Brasileiros e paraguaios

Como era de se esperar, brasileiros (54,32%) e paraguaios (32%) são os que mais visitaram Itaipu em 2016. Em terceiro lugar ficou Argentina (5,75%), seguida pelo Uruguai (1,03%). Alemães, peruanos, chilenos, chineses, norte-americanos e espanhóis completam a lista das 10 nacionalidades com maior número de turistas nos atrativos da binacional.

 

Moradores da região não pagam

Os moradores dos municípios da região trinacional e lindeiros ao Lago de Itaipu não pagam ingresso para conhecer cinco atrativos do complexo turístico: Visita Panorâmica, Iluminação da Barragem, Refúgio Biológico, Polo Astronômico e Ecomuseu. Para o Circuito Especial e Porto Kattamaram, além do estacionamento no Centro de Recepção de Visitantes (CRV) de Itaipu, o desconto é de 50%.

 

São beneficiados os moradores dos seguintes municípios lindeiros: Capanema, Capitão Leônidas Marques, Céu Azul, Diamante do Oeste, Entre Rios do Oeste, Foz do Iguaçu, Guaíra, Itaipulândia, Lindoeste, Marechal Cândido Rondon, Matelândia, Medianeira, Mercedes, Missal, Pato Bragado, Ramilândia, Santa Helena, Santa Lúcia, Santa Tereza do Oeste, Santa Terezinha de Itaipu, São José das Palmeiras, São Miguel do Iguaçu, Serranópolis do Iguaçu, Terra Roxa, Vera Cruz do Oeste, todos no Paraná, além de Novo Mundo, no Mato Grosso do Sul.

 

Na região trinacional, são beneficiados com a gratuidade os moradores de Puerto Iguazu, Puerto Libertad, Puerto Esperanza e Wanda (todos na Argentina) e de Ciudad del Este, Presidente Franco, Minga Guazú e Hernandárias (no Paraguai). Para ter o benefício, o morador deve apresentar comprovante de residência recente, acompanhado de documento com foto. Menores de 18 anos podem apresentar comprovante no nome dos pais.

 

Fonte: Itaipu Binacional

 

 

 

Fundação PTI operacionaliza visitas turísticas na Itaipu

Desde 2007, a Fundação Parque Tecnológico Itaipu – Brasil operacionaliza a gestão das visitas turísticas na Usina de Itaipu, com o objetivo de implantar melhorias nos serviços turísticos oferecidos. O "pacote" que os visitantes do Complexo Turístico Itaipu (CTI) levam com o ingresso vai muito além das oito atrações ofertadas. Isso porque parte da renda obtida com a venda dos ingressos do atrativo, R$ 20 milhões (até setembro de 2016) foi revertida em projetos de pesquisa e desenvolvimento para melhorias na região, no Parque Tecnológico Itaipu (PTI), turismo, e 250 empregos gerados direta e indiretamente no complexo. Tal modelo permite que os recursos sejam aplicados e reinvestidos em Foz do Iguaçu e região. Leia mais sobre o modelo aqui. Mais informações e reservas sobre os atrativos turísticos da usina podem ser obtidas pelo telefone do Turismo Itaipu (45) 3529-2892 ou no site www.turismoitaipu.com.br.