Transformar conhecimentos e tecnologias em

 

soluções para o progresso da sociedade

Representantes do MEC e do IFPR conhecem ações educacionais do PTI-BR

Representantes do MEC e do IFPR conhecem ações educacionais do PTI-BR

05/03/2020

O Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR), recebeu nesta quinta-feira, 5, representantes da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) - que pertence ao Ministério da Educação (MEC) - e do Instituto Federal do Paraná (IFPR). A agenda teve como objetivo fortalecer o relacionamento das instituições com o Parque Tecnológico, buscando a prospecção de parcerias técnicas para o desenvolvimento de projetos e pesquisas nas áreas de tecnologia e educação.
    
Durante a visita, as comitivas – lideradas pelo secretário de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Ariosto Antunes Culau, e pelo reitor do IFPR, Odacir Antonio Zanatta – conheceram diversas iniciativas do PTI, como a Incubadora de Negócios e o Laboratório Vivo de Cidades Inteligentes, que atua no desenvolvimento de soluções para os municípios a partir da integração de agentes da tripla hélice (empresas, universidades e governo), e ainda oferta capacitações e cursos em tecnologias inteligentes.
    
Na área educacional, o grupo pôde conhecer as inovações presentes no caminhão-baú do Projeto Expedição do Conhecimento, uma ação itinerante desenvolvida em parceria com a Itaipu que busca conscientizar crianças e adolescentes para questões relacionadas à sustentabilidade. Ainda neste segmento foram apresentados detalhes da Feira de Inovação das Ciências e Engenharias (FIciencias), evento promovido anualmente pelo PTI em parceria com a Itaipu e instituições de ensino com foco na promoção da cultura científica entre crianças e adolescentes.
      
“Voltamos para Brasília (DF) com a constatação da importância do papel do PTI para o desenvolvimento local e para o fomento à inovação, pesquisa e empreendedorismo. Temos aqui um polo de inovação que muito contribui para o desenvolvimento dos municípios do Oeste do Paraná”, destacou o secretário de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Ariosto Antunes Culau. Ele ainda ressaltou que as ações do Parque Tecnológico estão alinhadas às políticas do Ministério da Educação. “Identificamos que a iniciação tecnológica e científica são elementos fundamentais para despertar no jovem a vontade pela inovação, pela pesquisa e pelo ensino.” 
    
O reitor do Instituto Federal do Paraná (IFPR), Odacir Antonio Zanatta, reafirmou a parceria existente com o PTI desde 2008, quando foi criado o Campus do IFPR em Foz do Iguaçu. “Mais uma vez ficamos impressionados com o que vimos aqui, com muitos avanços sendo conquistados. O IFPR já é um parceiro do PTI nessa caminhada e tem colaborado para vários projetos. Precisamos ir além, porque muita coisa tem sido revolucionada, em termos de indústria, educação e agricultura”, complementou.
   

   
Ambiente de Educação
   

O ecossistema do Parque Tecnológico Itaipu conta com três universidades – Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Universidade da Integração Latino-Americana (Unila) e Universidade Aberta do Brasil (UAB) – além de instituições parceiras, como o Sesi Internacional. O ambiente também recebe as atividades do Projeto Trilha Jovem – promovido pelo Instituto Polo Internacional Iguassu na preparação de jovens para o setor de turismo e áreas afins – e o Programa Vira Vida - iniciativa do Sesi que atua na formação para a inserção social e profissional de adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social.
    
No ambiente do Parque Tecnológico, os estudantes e pesquisadores encontram em 56 laboratórios e centros de pesquisa uma estrutura adequada para dar andamento aos seus projetos. As instituições de ensino superior contam com 59 salas de aula na área do Parque. 
   
Comitiva
   

Além do secretário de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Ariosto Antunes Culau, e do reitor do IFPR, Odacir Antonio Zanatta, participaram da visita o diretor de Desenvolvimento da Rede Federal de Educação Profissionalizante Científica e Tecnológica, Tomas Dias Sant’Ana; o assessor da Diretoria de Articulação e Fortalecimento da Setec, Marco Antônio Juliatto; o diretor-geral do campus do IFPR em Foz do Iguaçu, Anderson Coldebella; e o professor do IFPR, Nelson de Castro Neto.