Transformar conhecimentos e tecnologias em

 

soluções para o progresso da sociedade

Software criado por empresa incubada ao PTI pode melhorar sistema de glosas hospitalares

Software criado por empresa incubada ao PTI pode melhorar sistema de glosas hospitalares

18/03/2019

Assinatura do contrato de incubação entre o PTI e a empresa CMSG Tecnologia, com a presença dos representantes da Uniamérica, do Parque Tecnológico Itaipu e da nova empresa incubada

 

Após o edital de 2018, novas empresas assinaram contrato de incubação com o Parque Tecnológico Itaipu (PTI) ganhando impulso no mercado. Um exemplo é a CMSG Tecnologia, que nasceu de um projeto dentro da Uniamérica, se tornando mais uma das empresas incubadas ao Parque, a partir do início deste ano. A empresa trabalha com gestão da saúde e faturamento hospitalar, por meio de uma solução focada em reduzir glosas das operadoras de planos de saúde.

 

O software será capaz de apresentar uma relação completa de todas as informações do hospital, desde os prontuários médicos, ao pagamento devido realizado para cada um dos profissionais, de entrada e saída de equipamentos e materiais. Segundo os responsáveis, será um software integrado para identificar e salvar esses dados.

 

“O que observamos, em um único hospital analisado de Foz do Iguaçu, é que, de 120 prontuários, mais de 60% apresentaram alguma irregularidade, ou por falta de informações ou erro dos sistemas utilizados. Houve desperdício de dinheiro e, por isso, resolvemos trabalhar em um projeto que atendesse esse problema e evitar que os hospitais paguem por consultas que não realizaram, ou por procedimentos e materiais que não foram devidamente confirmados”, desta um dos sócios da empresa e ex-aluno da Uniamérica, Cleyber Henrique Santos.

 

A ideia inicial é atender um hospital de Foz do Iguaçu e, depois que a empresa já estiver mais consolidada em termos de gestão, o projeto será apresentado para outros hospitais e unidades de saúde da região.

 

A empresa é formada por dois sócios, que assinaram o contrato de incubação com o PTI em fevereiro de 2019. O suporte de gestão será por, aproximadamente, três anos. O PTI, por meio da Incubadora Santos Dumont, prestará auxílio para o desenvolvimento do projeto da CMSG, para a permanência e a competitividade no mercado.

 

“Para nós está sendo incrível, porque além ver a empresa crescer, receberemos todo apoio de gestão, administrativa e jurídica, o que nós sozinhos não conseguiríamos fazer. Acredito que o trabalho do PTI, em abrir oportunidades por meio dos editais de incubação é uma forma de incentivar os pequenos negócios e impulsionar o mercado em diferentes áreas”, pontua Cleyber.

 

O diretor superintendente do PTI, Jorge Augusto Callado, ressaltou que o suporte aos novos negócios fomenta um importante compromisso do Parque em promover o desenvolvimento das comunidades. “Estaremos em constante apoio aos ecossistemas de inovação que atendam à nossa vocação regional”. 

 

Incubação 

 

No ano de 2018 foi lançado o primeiro edital de seleção de empreendimentos para Incubadora Santos Dumont dentro da Uniamérica, que recebeu 33 projetos de diversas áreas. A assinatura do contrato com a CMSG Tecnologia, representou uma nova fase de incubação do PTI que é focada em implementar sua solução no mercado. Nessa fase, que se estenderá até janeiro de 2020, o objetivo é gerar as primeiras vendas com o intuito de terminar o desenvolvimento do produto e na sequência preparar a empresa para o crescimento em larga escala.

 

A previsão de conclusão de todas as fases de incubação será em janeiro de 2022, quando a empresa será oficialmente graduada pela Incubadora Santos Dumont com previsão de clientes em escala nacional e internacional.