Transformar conhecimentos e tecnologias em

 

soluções para o progresso da sociedade

Tecnologia BIM agiliza elaboração de projetos e execução de obras no Parque

Tecnologia BIM agiliza elaboração de projetos e execução de obras no Parque

10/03/2017

Uma nova tecnologia, implementada no ano passado, tem auxiliado a equipe de Infraestrutura e Obras do Parque Tecnológico Itaipu (PTI) no planejamento, projeção, execução e gestão de construções. O BIM (Building Information Modeling - Modelagem da Informação da Construção) é um conceito de trabalho colaborativo que integra vários softwares, unindo todas as informações necessárias e dados gerados durante uma edificação - do projeto à conclusão de uma obra.

 

No método tradicional, os projetos (estruturais, arquitetônicos, elétricos, hidráulicos, de prevenção e combate a incêndios, dentre outros) são elaborados isoladamente. O sistema BIM une estes vários projetos em um único modelo, oferecendo uma visualização 3D da obra, com informações aprofundadas que facilitam a compreensão dos projetos. “A nova técnica resulta em maior qualidade, pois permite ao executor ter uma ideia exata do que foi planejado, com todas as instalações e detalhes previstos”, explica o projetista do PTI, Gustavo Martini.

 

Uma facilidade proporcionada pelo BIM é que os projetistas podem trabalhar no mesmo arquivo, ao mesmo tempo. Se um item é alterado, o sistema atualiza a informação em todas as visualizações que contenham tal elemento. “No PTI a equipe atua de forma conjunta. Então, se o arquiteto muda uma parede, por exemplo, na mesma hora o responsável pelo projeto elétrico percebe a alteração e já pode adequar o seu desenho, agilizando a entrega”, exemplifica.

 

Para o projetista, a principal vantagem do BIM é que a compatibilização dos projetos permite que o sistema realize, de forma automática, o gerenciamento de conflitos. “No método convencional, que é o simples desenho no sistema CAD, a identificação de erros é realizada manualmente. Se um projetista hidráulico coloca uma torneira e no mesmo local existe uma janela, na concepção antiga o conflito pode não ser percebido. A tecnologia BIM imediatamente avisa sobre o problema, permitindo a rápida correção”.

 

Assim, além da maior precisão das informações e agilidade na elaboração dos projetos, o novo conceito traz eficiência também para a execução da obra. “No método tradicional, muitos dos problemas de compatibilização de projetos são identificados e resolvidos na obra, geralmente sem o conhecimento do projetista. Com o BIM eliminam-se muitos destes transtornos”, conta Gustavo.

 

No PTI, engenheiros e arquitetos do Parque são responsáveis por todos os projetos para construções, reformas e ampliações. Já a execução das obras é realizada por empresas terceirizadas. Na plataforma BIM, em 2016 a equipe do PTI iniciou a elaboração dos projetos para construção do Centro de Armazenamento de Energia; do restaurante e da Mini Cidade; além do projeto para ampliação do Edifício das Águas.