Trilha Jovem

Trilha Jovem

O projeto realizado no Parque Tecnológico Itaipu (PTI) pelo Instituto Polo Internacional Iguassu já capacitou desde 2006 mais de 1000 jovens. O Trilha Jovem tem como objetivo capacitar anualmente 180 jovens entre 16 e 24 anos, preparando-os para o mercado de trabalho no setor de turismo, comércio e áreas afins. A formação tem duração de aproximadamente 8 meses e utiliza uma metodologia que trabalha a transformação técnico-profissional, social e individual e, ao final da formação, oportuniza aos jovens vivências profissionais.

A capacitação oferecida aos jovens terá carga horária de 580 horas, distribuídas em 400 horas de atividades presenciais e assistidas pelos educadores de aprendizagem, 100 horas de atividades desenvolvidas de forma autônoma pelos próprios jovens e acompanhamento das primeiras 80 horas de experiência de trabalho do jovem na empresa.

 

As atividades presenciais são dedicadas à realização de oficinas, elaboração e implementação de projetos, sessões de aprendizagem em laboratórios de informática nas áreas de Alimentos e Bebidas (A&B), Hospedagem, Turismo & Atendimento e atividades orientadas nas empresas do setor de turismo.

 

O currículo do Trilha Jovem está organizado em Eixos interdependentes e complementares, a saber:

 

 

• Eixo I - Promover o Desenvolvimento Sustentável do Turismo (comum às três áreas);
‍• Eixo II - Promover a Excelência em Serviço (com três opções de formação: Alimentos & Bebidas, Hospedagem e Turismo & Atendimento);
‍• Eixo III - Construir um Plano de Vida e Carreira (comum às três áreas).

 


Cada eixo é composto por conjuntos articulados e sinérgicos de ações educacionais. São oficinas que se inter-relacionam, se comunicam e se complementam de forma flexível e dinâmica, por meio do desenvolvimento de um projeto. As oficinas proporcionam o desenvolvimento das competências que serão aplicadas no planejamento, execução e avaliação do projeto. O projeto que articula o eixo, por sua vez, orienta e dá sentido às atividades das oficinas. Assim, o eixo pode ser organizado e desenvolvido de acordo com as necessidades e com a evolução do projeto.

O currículo do Trilha Jovem apresenta outros componentes diferenciadores. O Trilha Jovem Iguassu considera como formação para a vida todas as habilidades, atitudes e conhecimentos mobilizados para a construção de uma postura cidadã, responsável  considerando o jovem capaz de escolher e investir no seu caminho profissional. Nesta perspectiva, destacam-se os componentes transversais como educação ambiental, financeira e empreendedorismo, saúde e sexualidade, inclusão digital, empregabilidade, conexão com as comunidades das quais os jovens são oriundos. Assim, a partir do conteúdo trabalhado, os jovens idealizam, viabilizam e executam projetos que atendam necessidades ou resolvam problemas existentes na comunidade. As ações são as mais diversas e possibilitam um pensar e refletir sobre as atitudes de cada um.